quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Anarco-capitalismo





















"se um dia tivesse de facto armas adequadas, não teria qualquer problema moral em entrar no banco de portugal com os meus recibos de descontos e resgatar imediatamente aquilo que é moralmente meu. E, claro faria o Vitor Constâncio assinar uma declaração semelhante àquela que sou obrigado a preencher todos os anos (...) Estou a defender a fuga generalizada aos impostos de modo a fazer colapsar o sistema actual" Filipe Melo Sousa

A citação não dispensa a leitura integral da discussão que se gerou à volta do post "Ser aldrabão compensa".
Da discussão extrai-se uma conclusão: o Estado é tão necessário como pode ser agressor. Parece que se resume à eficiência na aplicação do "valor espoliado".

E depois de alcançada a eficiência desejável, como reduzir o peso do Estado?

Aqui surge a discórdia. Há os leninistas do liberalismo que vêem o Estado como um bicho-papão. Sempre que há um aumento da receita fiscal, o Estado aproveita, não para baixar os impostos, mas para pôr a prima do ministro a abrir buracos e o toni do partido a fechar os buracos que a prima do ministro abriu. E portanto, como o Estado não pode resolver os problemas dos quais ele é a causa, a solução é a "luta de classes" (versão liberal) entre o Estado e o contribuinte, onde o último usa as armas que tem para obrigar o primeiro a ser mais eficiente, já que sozinho ele não o é.
Depois temos os kautskianos do liberalismo, que preferem ir pelo passeio. Mas não se livram das contradições inerentes a um partido que usa instrumentos colectivos (criados com riqueza espoliada) para defender o fim da espoliação que possibilita a existência desses mesmos instrumentos. Querem defender os direitos da ovelha, caucionando um sistema que permite aos dois lobos, legislar sobre a vida da ovelha.

7 comentários:

Igor disse...

Não sei se haverá contradição. De facto, se o Estado deixar margem suficiente aos indivíduos para criarem riqueza, e simultaneamente retirar os montantes que paguem o preço da vida em sociedade (e que implica também o conttrolo da pobreza), temos um negócio vantajoso para todos.

Isto, numa visão materialista da coisa, embora eu não seja propriamente um materialista - nem marxista, nem anarco-capitalista.

Rouxinol disse...

"De facto, se o Estado deixar margem suficiente aos indivíduos para criarem riqueza, e simultaneamente retirar os montantes que paguem o preço da vida em sociedade (e que implica também o conttrolo da pobreza), temos um negócio vantajoso para todos."

Eu também concordo com esta ideia. A minha dúvida é se ela se coaduna com a linha liberal. Fica a questão: Qual a diferença entre um social-democrata e um liberal-social?

Cumprimentos

Igor disse...

Nem sempre é clara, isso é claro.
Os resultados dos meus testes no European Political Ideologies (http://o-reino-dos-fins.blogspot.com/2007/05/european-political-ideologies.html) denunciam essa proximidade, que é reconhecida por todos. A questão estará talvez numa maior centralidade da questão da liberdade para o liberalismo social. De facto, a social-democracia enquanto corrente socialista, centra o essencial da sua acção sobre a economia; pode-se ser social-democrata e moralmente conservador. Mais difícil (para não dizer impossível) é um liberal social ter essa postura, dado que sendo a liberdade o seu único valor norteador, a sua tarefa será fazer as opções que conduzam ao máximo aumento possível das liberdades.
Pessoalmente, chamo-lhe uma esécie de utilitarismo do espírito (por oposição aos materialismos marxista e "libertarian").
Mesmo na economia, no entanto, as diferenças podem surgir. Ao passo que na social-democracia a economia de mercado é uma concessão à realidade, no liberalismo social a economia de mercado é uma parte do ideal - que por acaso ou não, até funciona.

De resto, no post que eu referi estão essas diferenças com textos copiados do European Political Ideologies:

Liberal Social
Like all liberals, you believe in individual freedom as a central objective - but you believe that lack of economic opportunity, education, healthcare etc. can be just as damaging to liberty as can an oppressive state. As a result, social liberals are generally the most outspoken defenders of human rights and civil liberties, and combine this with support for a mixed economy, with an enabling state providing public services to ensure that people's social rights as well as their civil liberties are upheld.

Social-Democrata
Like other socialists, you believe in a more economically equal society - but you have jettisoned any belief in the idea of the planned economy. You believe in a mixed economy, where the state provides certain key services and where the productivity of the market is harnessed for the good of society as a whole. Many social democrats are hard to distinguish from social liberals, and they share a tolerant social outlook.

Cumprimentos

Anónimo disse...

有什么 有什么网址 有什么新闻 有什么博客 有什么论文 有什么图片 有什么音乐 有什么搜商 有什么帖客 天气预报

Anónimo disse...

wow gold
cheap wow gold
buy wow gold
world of warcraft gold
wow
world of warcraft
wow gold
WoW Warrior
WoW Hunter
WoW Rogue
WoW Paladin
WoW Shaman
WoW Priest
WoW Mage
WoW Druid
WoW Warlock
google排名
google左侧排名
google排名服务
百度推广
百度排名
机床
LED灯
电池
塑料
摄像机
电动车
包装设计
移民
甲醇
染料
体育博客
股票博客
游戏博客
魔兽博客
考试博客
logo design
website design
web design
商标设计

日月神教-向左使 disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,a片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,性愛

Poker Website Reviews disse...

It is not pleasant to me.