domingo, 5 de agosto de 2007

Diz o roto ao nú

"Apesar de tudo, é preferível que a extrema-esquerda apoie abertamente os regimes totalitários - demonstrando inequivocamente o seu desprezo pela democracia liberal"
André Azevedo Alves

Há alguma razão que explique o uso da expressão "democracia liberal", e não apenas da palavra democracia?? Se há, também seria preferível que os insurgentes clarificassem aos leigos se desprezam a democracia, a menos que dela resulte um projecto liberal.
Citando Hayek "Personally I prefer a liberal dictator to democratic government lacking liberalism."

1 comentário:

Igor disse...

A questão nos insurgentes é que o seu conceito de liberalismo é pouco consentâneo com o de democracia. O mesmo poder-se-ía dizer da maior parte dos marxistas, mas isso são outros quinhentos.

No entanto, a expressão "democracia liberal" faz sentido. De facyo, pode haver democracias socialistas e democracias conservadoras. Tudo depende das orientações morais e económicas do regime. Todos ou quase todos os países ocidentais são democracias liberais. Com maior ou menor intervenção estatal na vida privada e na economia, de certa forma há um padrão generalizado que coloca no indivíduo a tónica. Pelo contrário, nas democracias socialistas a "sociedade", nas conservadoras a "comunidade", é que devem ter precedência.