sábado, 21 de julho de 2007

União Ibérica












Dei uma volta pela blogosfera para ver os argumentos a favor e contra a proposta de Saramago de uma "integração territorial, administrativa e estrutural" de Portugal, como uma das várias regiões autónomas de um país chamado Ibéria.
Começando pelos que estrebucham enfurecidos contra tal heresia.

"O iberismo, literalmente tão velho como a Sé de Braga, está caduco."

O iberismo é mau porque é velho.

"Espanha nem as suas próprias regiões chega a tratar bem"

O iberismo é mau porque Espanha não trata bem as suas regiões.

"Mas alguém (moralmente saudável) trocaria os pais pobres por outros mais ricos? Alguém trocaria os pais analfabetos por outros eruditos?"

A analogia é interessante. O que me leva também a denunciar todos os países envolvidos na União Europeia, essa gentalha moralmente pouco saudável.

Passando agora para algum material mais elaborado.

"Os motivos, segundo analistas, é a estabilidade e o crescimento económico espanhol, atractivos para uma melhora de vida. A Espanha é hoje, junto com a Irlanda, um dos países europeus mais prósperos, ao passo que Portugal passa por uma crise econômica e um aumento da inflação, aumento esse causado principalmente pelo advento do euro no país."

Falta provar que Portugal beneficiaria desse desenvolvimento e que o acompanharia, tanto quanto a Espanha. Este argumento justifica a Ibéria pelo efeito sinérgico que provoca na economia enquanto plataforma comum.
E alguma coisa nossa que interessasse aos espanhóis também faria sentido...

"Mas hoje quero falar da tentação inversa, da tentação espanhola da portugalidade."

Outro tipo de argumentação que poderá surgir, um pouco atentatório da inteligência das pessoas, para não dizer mais...

"Embora seja inegável que tenha em si uma componente de tentativa de satisfacção do orgulho nacional e de prestígio pelo domínio de um rival"

Inquietações de vaidade contrapostas por um iberista:

"En todo caso el iberismo no debe entenderse como la absorción del Estado portugués por su vecino español -vieja aspiración de la derecha reaccionaria española-, sino como la creación de un ente superador de ambos en el que de una puñetera vez quepamos a gusto, en plano de igualdad y de respeto mutuo, todos los hijos de Iberia. Y todos significa eso, todos."

Argumentos iberistas menos materialistas e mais espirituais, não menos infantis que os anteriores:

"Sabe-se, igualmente, que na origem de Portugal estiveram apenas razões de índole política. Basta ler com atenção a "Formação de Portugal" do sábio Orlando Ribeiro"

Em relação ao centralismo de Madrid.

"¿Y cuál sería la capital? (...) yo elegiría Mérida:

* A medio camino entre ambas capitales.
* Bien comunicada con todos los rincones de la península gracias a la A-5 y A-2 (eje oeste-este) y la A-66 (eje norte-sur).
* Suficiente simbolismo histórico para poder ostentar el rango de capital. De hecho, fue capital de Lusitania"



Outras observações pertinentes.

"Apenas lhe sublinhei que os argumentos que usou em favor de uma união ibérica foram exactamente os mesmos que invocou contra uma integração no espaço europeu. Por outras palavras, que o seu iberismo é anti-europeísta."

14 comentários:

Clavis disse...

Portugal, no seu Ser e Sentir pouco tem que ver com Castela e Madrid. Mas muito tem a ver com a Galiza, e menos, com a Andaluzia e a Catalunha... Mas muito, muito mais com o Brasil... Daío esta outra forma de "união" que por aqui advogo:
http://movv.org/movimento-quintano-sumario-do-programa/

é claro que sem o apoio de um "peso pesado" como Saramago...

Flávio Gonçalves disse...

Creio que este texto mereceria uma crítica?:

http://admiravelmundonovo-1984.blogspot.com/2007/07/o-barco-dos-tolos.html

Nero disse...

Além de comuna, senil, traidor e pouco inteligente pelos vistos.

Diogo disse...

Eu, por acaso, sou um iberista convicto, assim como sou um europeísta, assim com sou um mundialista.

Defendo que o mundo devia ser um conjunto de comunidades a viver em harmonia. Os meus escritores preferidos são dos cinco continentes. A minha música preferida é de três continentes, porque os outros dois não têm (julgo eu de que). As minhas pessoas preferidas são dos cinco continentes (embora tenha um fraco pelas escandinavas do sexo feminino). Sou eu um «português» ou um cidadão do mundo? Fico fulo quando sei que uma criança foi assassinada (obviamente por rebeldes) no Iraque, em França, nos Estados Unidos ou no Brasil.

Concretamente quanto ao iberismo tenho três motivos válidos: o meu avô era espanhol, adoro a movida espanhola e adoro as espanholas. Temos alguma coisa a perder? Sou contra o TGV tanto lá como cá. De resto…

Rouxinol disse...

Nero, desembainha a espada e vai-te a eles!

O iberismo só teria tido impacto, antes do projecto europeu. O iberismo na UE acaba por ser um desconchavo.
Mas não deixam de ser curiosos os argumentos anti-iberistas, porque são aplicáveis à União Europeia. Era aqui que queria chegar, e por isso rematei com a frase do Miguel Portas.

Clavis, O mesmo raciocínio se aplica à Galiza. E eu discordo da união política com as ex-colónias, mas concordo com a união económica.

Luís Natal Marques disse...

A Ibéria do iberismo, tal como inicialmente foi concebido, é a Ibéria das Nações. Contra essa Ibéria, a Ibéria federal, sempre Castela lutou. Castela, na verdade, sempre foi anti-iberista...desde que não seja ela a mandar...Veja-se, a título de exemplo, como Castela sempre tentou evitar as autonomias...
Cá por mim, quando Saramago fala de iberismo, seria bom que dissesse do que está a falar...da Ibéria federal? da Ibéria sobre a batura de astela?

Anónimo disse...

A raiz de esta "noticia" he leido en varios sitios portugueses que usa una termininologia o palabras que la verdad estan desfasadas, pasadas de tiempo, anacrónicas. Que es eso de Castilla en contraposición del resto de comunidades autónomas? Que si castilla se impone a los demas etc, Vamos a ver, nadie usa ni siente eso. El que es extremeño se siente extremeño y español, igual que el que es de andalucia, castilla la mancha o leon, asturias, etc. Incluso en el pais vasco y cataluña la amplia mayoria se siente vasco y catalan, pero también español. Lo que no existe es una nacion castellana ni panplinas de esas. Creo que las nuevas competencias descentralizadoras que tienen y mas que van a tener las comunidades mejoraran aun mas nuestro bienestar. Creo que de eso debería aprender Portugal, descentralizarse un poco. Yo creo que impulsando la UE como se debería hablar de uniones de paises soberanos aquí no viene a cuento.

Anónimo disse...

Escribes e Hablas mui bien,pero no me encantas...

Flávio Gonçalves disse...

5 bloggers e o blog anda meio parado, exames ou já de férias?

Rouxinol disse...

Entro agora em férias...pode ser que entretanto isto ganhe movimento.

calle el expolio disse...

Es preferible la Alianza Peninsular propuesta por el gran Antonio Sardinha

Anónimo disse...

Morte á espanha e a castela.

Independencia para acatalunha, pais basco e galiza.

Viva portugal.

Saramago que te leve o diabo, morre longe corrupto e vendido comprado pela Prisa com um pr´+emio nobel para fazer campanha contra Portugal.

Anónimo disse...

Realmente isto do iberismo, é assim que se chama, apenas existe na cabeça dos politicos espanhóis, ou melhor dos castelhanos, há que chama-los pelos nomes que vêm nisto a única hipótese para manter esta espanha defunta, dividida e moribunda unida, mudando-lhe o nome para ibéria,ou coisa parecida.

Para levar por diante este plano compraram o pandeleiro-gay traidor do Sócrates, que anda aqui armado em cipaio do Zapatero, mas que já tem os dias contados aqui em Portugal, porque já está ser saneado,e o seu governo não vai durar muitotempo, com mais um escandalo relacionado com a comunicação social.

De resto os Portugueses não podem com os castelhanos, e defendem e apoiam a independencia da Galiza nossos amigos e vizinhos galegos, bem como dos bascos e dos catalães.

Portugal é uma nação com quase 900 anos, 1143 formação do Reino de Portugal, deu novos mundos ao mundo, tem uma lingua falada por 250 milhoes de pessoas, e deixou uma semente plantada na América do Sul chamada Brasil que é a quinta potencia mundial com a qual temos fortes laços, temos a mais antiga aliança do mundo com os Ingleses, que também não podem com os espanhóis. Os Portugueses estão aqui há quase 1000 anos, epodem vir a ser tudo, menos espanhóis, tudo menos ser castelhanizado e estar sobre o dominio desses sanguinários de merda dos castelhanos.

Morte á espanha e a castela.

Independenia para a Galiza, Catalunha e Pais Basco.

Viva Portugal.

日月神教-向左使 disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,性感影片,正妹,聊天室,
情色論壇